trilhas em minas gerais - credito Marden Couto

10 travessias mineiras para os amantes de trilhas

Para os amantes de ecoturismo e de uma dose a mais de aventura, as travessias são uma excelente pedida. São percursos feitos a pé entre duas cidades / vilarejos e por entre as serras. Mas é bom estar preparado antes de sair por aí querendo praticar trekking. 

As travessias envolvem muitos desafios, desde o percurso, a duração da trilha, o clima, entre outros pontos. Por isso, antes de botar o pé na estrada em busca de emoção, é importante se prevenir e estar munido de informações para que a aventura não termine em uma enorme cilada.

Depois de definir o destino, o ideal é conferir o percurso, nem sempre a trilha é bem sinalizada, e se esse for o caso, a dica é procurar sempre alguém que conheça bem a região para ir de guia. Outro fator importante é checar os pontos ideias para área de camping, e claro, conferir todos os itens antes de sair de casa, como barraca, saco de dormir, vestimentas adequadas e suprimentos (alimentos e bebidas suficientes), pensando também em não exceder o peso para não dificultar a caminhada. 

Para os praticantes de trekking não há sensação melhor do que concluir um percurso e quando eles terminam uma travessia, já logo pensam na próxima. Os adeptos dessa prática afirmam que é revigorante e a longa caminhada compensa muito! Confira as principais travessias que listamos no estado:

 

Quer ter as melhores experiências em suas viagens por Minas? 

Clique aqui e compre nosso Guia exclusivo!

 

1 – Serra Fina

Vários aspectos fazem desta, uma das travessias mais difícil de Minas. O percurso é pesado e exige um certo condicionamento físico. A boa fama das paisagens realmente faz valer a pena. Mesmo sendo um percurso de 30km, devido a sua dificuldade, costuma-se fazer em 4 dias (3 noites) com pernoites no Capim Amarelo, Pedra da Mina e Três Estados.

 

2 – Serra do Cabral

O percurso dura cerca de 40km, percorridos em 2 dias. Uma das principais dificuldades desse trekking está nas altas temperaturas registradas na região. O local reúne rica fauna e flora que podem surpreender em meio a paisagem.

 

3 – Milho Verde ao Parque do Rio Preto

A travessia possui cerca de 65 km passando pela Serra do Espinhaço. O trajeto é percorrido geralmente em 3 dias de caminhada passando pelo Rio Jequitinhonha, nascente do Rio Preto, entre Milho Verde e o Parque do Rio Preto. Ao longo da caminhada alguns atrativos naturais marcam presença como a Cachoeira do Crioulo e Cachoeira da Sempre Viva.

 

4 – Pico da Bandeira, MG ao ES

Um destino famoso no estado, o percurso tem cerca de 20 km que podem ser percorridos em um dia. Os desafios são as temperaturas baixas e grandes desníveis. O início pode ser feito pela cidade do Alto Caparaó.

 

5 – Duas Pontes a Cabeça de Boi

O percurso dessa travessia possui 30 km e o trajeto é realizado em 2 dias, entre duas pontes na região da Serra do Cipó e o distrito de Cabeça de Boi passando pelo Vale do Travessão. O distrito Cabeça de Boi, na realidade é denominado Santana do Rio Preto, ficou assim conhecido devido a uma fazenda homônima que está presente na região.

 

6 – Lapinha a Tabuleiro

Travessia de aproximadamente 30 km, na Serra do Cipó, que podem ser percorridos em 2 dias com trilhas pouco demarcadas e grandes desníveis. A saída acontece do vilarejo da Lapinha da Serra com destino a Tabuleiro, ao longo da travessia os caminhantes passam por rios de água cristalina, que podem ajudar na hidratação. 

 

7 – Serra do Talhado

A Serra do Talhado está situada dentro da área de preservação do Parque Estadual de Serra Nova, a travessia possui cerca de 28km e é feita em 2 dias. O desafio desta trilha é que o seu percurso é pouco demarcado. Ao longo do caminho o visual surpreende com belas paisagens.

 

8 – Inhames a Fechados

Cerca de 27km percorridos em 2 dias, que surpreende pela preservação do bioma cerrado. Ao longo do percurso é possível encontrar várias cachoeiras, além da riqueza natural que ajudam a compor o cenário.

 

9 – Prados a Tiradentes

Passando pela Serra do Carteiro, entre Prados e a belíssima cidade histórica de Tiradentes. Do alto da serra ainda dá para apreciar o distrito de Bichinho e as cidades de São João del-Rei, Tiradentes, Prados, Barbacena, entre outras. O desafio da trilha é que o trajeto não é tão bem definido e há muitas pedras pelo caminho.

 

10 – Altamira a São José da Serra

A travessia é realizada em 2 dias e são cerca de 30km a serem percorridos. Há área para camping e o destaque fica a cargo das inúmeras nascentes que surgem pelo caminho. Outros atrativos é perceber a presença de diferentes vegetações, típica da Mata Atlântica e também do Cerrado, além de admirar o vale Lagoa Dourada e as cachoeiras. 

 

Você tem outras dicas de travessias em Minas Gerais? Deixe sua indicação pra gente nos comentários!

cta_finalpost_passeios_venda
Postagens relacionadas
startups mineiras - credito Marden Couto
8 startups mineiras que estão inovando no turismo
capitolio - credito Marden Couto
5 cidades para praticar turismo náutico em Minas Gerais
manual do viajante
Manual do viajante: um guia para fazer uma viagem tranquila em Minas
turismo de bem-estar - credito marden couto
5 cidades mineiras para você desfrutar o turismo de bem-estar   
Maria-Fumaça em Tiradentes - crédito Marden Couto
5 passeios de trem por Minas Gerais
9 Comentários
  • Em Conceição de Ibitipoca poderia ser feita a travessia da Serra de Ibitipoca mas não foi oficializada por falta de interesse do poder público. Essa trilha pode beneficiar mais quatro vilarejos entorno do parque com o desenvolvimento do ecoturismo e turismo de travessia. Atualmente só o vilarejo de Conceição de Ibitipoca explora o turismo da serra que ate a década de 70 possuía mais uma entrada, mas com a criação do parque não houve nenhuma audiência pública no entorno do parque e essa entrada foi fechada. Mas se for reaberta irá desenvolver mais quatro vilarejos no entorno da serra com caminhadas de um dia de 15km até de dois dias com 30km.

  • Bom dia pessoal!! Pretendo realizar faz tempo uma travessia à pé do atlântico x pacífico, data provável 2017 ou 2018.
    A ideia em questão consiste de atravessar todo continente da América do sul à pé,saindo da praia de Copacabana no RJ,até chegar a Valparaíso,no Chile,em uma distância de 4.000 km,
    Todo trajeto caminhando com um suporte com rodas de bike,porem adaptado para ser puxado pela cintura,
    Será percorrido uma distância de +- de 30 a 40 km por dia,dependendo das condições climáticas e outros fatores surpresas ( acidentes,doenças etc)
    Prazo total estimado de caminhada de quatro a cinco meses,não havendo estadia em hotéis,somente acampando
    Média de gasto estimado por dia de R$ 100,00 ( Cem Reais) ,gostaria muito de saber se vcs poderiam me ajudar a conseguir um patrocínio,o patrocinador pode usar todos os direitos de imagens,fotos ou vídeos. Busco realmente esse patrocínio para esse desafio,e quem sabe na minha opinião ser o primeiro a realizar essa jornada.

    obrigado e a disposição para qualquer dúvida.

    att
    luiz Fernando malacarne
    fernandomalacarne3@gmail.com
    22-998083066

  • Visite o Parque Estadual de Ibitipoca em Conceição de Ibitipoca – Lima Duarte/MG. Lá é lindo!

  • Existe o caminho do sertao. 200km percorridos entre os municipios de Arinos e Chapada Gaucha. Sao 6 dias de caminhada em meio a incriveis veredas,comunidades tradicionais, serras e muito mais. Venha conhecer.

  • Travessia da Serra de Lima Duarte _ Cachoeiras do Arco Iris. Circuito Serras de Ibitipoca. Quem opera: http://www.altogerais.com

Deixe seu comentário

Seu comentário*

Seu nome*
Sua página da Web