lembrancinhas de minas - credito Marden Couto

14 lembrancinhas de Minas que você tem que levar na mala

De norte a sul e de leste a oeste do estado o que não faltam são opções de lembrancinha para recordar a viagem. Há quem prefira objetos de decoração e outros que valorizam mais os itens que compõem a culinária local, em Minas tem souvenir para todos os gostos. 

Listamos algumas opções de lembrancinha muito procuradas pelos turistas em diferentes cidades e regiões do estado, confira!

 

Quer ter as melhores experiências em suas viagens por Minas? 

Clique aqui e compre nosso Guia exclusivo!

 

Divino Espírito Santo – Bichinho

As peças de artesanato do distrito de Bichinho são um verdadeiro encanto. Cuidadosamente talhado em madeira de demolição, a imagem que remete ao Divino Espírito Santo está entre as mais vendidas. A fama de Bichinho já ultrapassa as fronteiras do estado e é reconhecida internacionalmente. 

 
Colcha – Resende Costa

Os retalhos são matéria-prima para as belas colchas produzidas em teares manuais em Resende Costa. O artesanato é um dos pontos altos da cidade e atrai centenas de turistas o ano todo. O visitante pode conhecer um pouquinho dos produtos da cidade durante a exposição ao ar livre que acontece o ano todo. 


Cálices de Estanho – São João del-Rei

Sinônimo de luxo nas casas coloniais brasileira do século XVIII, aos poucos o estanho foi substituído por outros materiais, como porcelana. O responsável por resgatá-lo foi o inglês John Somers, que em 1968 abriu uma fábrica em São João del-Rei para confeccionar produtos de estanho. Em sua fábrica é possível conhecer o processo de produção e também adquirir alguns itens de lembrança e decoração. Os cálices de estanho são objetos recorrentes procurados pelos turistas.

 

Nossa Senhora em Pedra-Sabão – Ouro Preto

Extraída desde o século XVIII das jazidas de Santa Rita de Ouro Preto, a pedra-sabão é um material versátil utilizada na fabricação de muitos itens, desde joias a panelas. Em Ouro Preto, na tradicional Feira de Artesanato do Largo do Coimbra é possível encontrar diversas opções, destaque para as imagens religiosas, como Nossa Senhora. São mais de 50 expositores, que se reúnem todos os dias em frente a Igreja de São Francisco de Assis.

Boneca de Cerâmica – Vale do Jequitinhonha

A produção de cerâmica é uma marca da região norte do estado. Antigamente, as mulheres utilizavam a cerâmica para a confecção de moringas e vasilhas para uso doméstico e com o tempo perceberam a possibilidade de criar itens decorativos. A arte hoje é distribuída pelos comerciantes e caiu na graça do povo, sendo as bonecas um souvenir famoso na região.


Suéter – Monte Sião

Garantir um suéter quentinho da Capital Nacional da Moda Tricô é uma boa pedida ao visitar o sul de Minas. Ainda mais se for durante o mês de junho, quando acontece a Feira Nacional do Tricô (Fenat). O evento reúne mais de 50 mil visitantes todos os anos.


Rocambole – Lagoa Dourada

Famosa na fabricação e comercialização de rocamboles, Lagoa Dourada é destaque na produção do doce. A tradição perpetua entre as famílias desde 1907 e em todo canto da cidade é possível encontrar o produto. 

 

Queijo – Serra da Canastra

A produção de queijo em Minas é uma referência. Na região da Serra da Canastra é produzido o delicioso queijo canastra, de forma artesanal, com leite cru, o que confere seu sabor característico. Então você já sabe, ao passar pela região, não pode deixar de conhecer as fazendas produtoras e nem de garantir algumas peças para levar para casa e dividir com os amigos.

 

Goiabada – Ponte Nova

Tradicional iguaria mineira, a goiabada da Zélia é famosa na cidade de Ponte Nova e muito comercializada no estado. A cremosidade do doce é ideal para comer de colher. A produção é a mais antiga da cidade, desde 1930 e a ideia surgiu do trabalho de três irmãs. Ótima pedida para presentear amigos ou comer tudo escondido.

 

Doce de Leite – Viçosa

Produzido desde 1980, o Doce de Leite Viçosa já foi considerado nove vezes o melhor do Brasil. O doce é feito pelo setor de laticínios da Fundação Arthur Bernardes (Funarbe) e tem apoio de pesquisa da Universidade Federal de Viçosa (UFV). Ao visitar o estado, é praticamente obrigação levar uma delícia desta na mala.

 

Cachaça – Salinas

A cidade é a maior produtora de cachaça de alambique do país, além de diferentes rótulos também abriga o Museu da Cachaça com mais de 13 mil metros quadrados. Passeio ideal para quem gosta de destilado e também para conhecer a produção local, que é bem renomada.

 

Cerveja Artesanal – Nova Lima

Conhecida como a “Bélgica Brasiliera”, Minas abriga mais de 40 cervejarias artesanais, além dos produtores caseiros. A qualidade da cerveja mineira é muito bem avaliada e alguns rótulos já receberam importantes prêmios da categoria. Em Nova Lima estão situadas algumas destas cervejarias, que valem a pena visitar e também aproveitar para levar umas garrafas!

 

Chocolate – Monte Verde

A cidade é um paraíso dos chocolates em Minas. São diversas lojas que oferecem chocolate nas suas mais variadas formas: bombons, barrinhas, chocolate quente, fondue. Tudo ao gosto do freguês! É um mais delicioso que o outro, tem que se lambuzar e ainda rechear a mala com os preferidos.


Doce em Compota – São Lourenço

Os doces de compota são marca registrada no estado e é um produto bem procurado pelos turistas tanto para presentear quanto para recordar do gostinho presente nas terras mineiras. As compotas de todos os tamanhos e sabores são excelente opção de sobremesas, ainda mais se for acompanhada de um queijinho.

 

O que você costuma comprar nas cidades mineiras? Deixe uma mensagem pra gente nos comentários!

cta_finalpost_passeios_venda
Postagens relacionadas
grande hotel e termas araxá - crédito Marden Couto
Conheça 6 cassinos suntuosos em Minas Gerais
estrada real - credito Marden Couto
Caminho Novo da Estrada Real: veja em quais cidades parar
bar clube da esquina - credito divulgação
Clube da Esquina: a música mineira que marcou gerações
festivais de inverno - credito Marden Couto
8 festivais de inverno pelo interior de Minas
aeroporto de belo horizonte - credito Marden Couto
Como ir dos aeroportos de Belo Horizonte ao centro da cidade
3 Comentários
  • Vale ressaltar também, que em Ouro Preto outros tipos e formas de artesanato se destacam, além dos belíssimas peças em pedra sabão. Mas, chamo atenção aqui para o trabalho artesanal e poético da Colcha De Versos, que bordam poesia do séc. XVIII (Marília de Dirceu…) e o casario colonial, tudo a mão. Uma belezura só! Vejam no Facebook que bonita a proposta do grupo.

  • Em Sabará primeiro povoado de Minas Gerais é muito rico o artesanato, destacando a Palma barroca , belo ornamento de origem de Portugal na época de D. João VI; feita em cobre e ouro; e os produtos derivados da jabuticaba como licor, geleia, vinho, compota, chutney, etc… que são levados para vários lugares .

  • Dava pra fazer uma matéria só de Sabará com esse tópico. No artesanato as maravilhosas rendas turcas de bicos e as palmas barrocas de diversos tamanhos. Na gastronomia os deliciosos derivados da Jabuticaba, do Ora Pro Nobis e da Banana: licores vinhos, geleias, molhos, etc.
    Fica a dica 🙂

Deixe seu comentário

Seu comentário*

Seu nome*
Sua página da Web